FEBRE de Costume Blue

Con todos los que quieras

Poema Rock Costume Blue

Febre de Costume Blue es el nuevo clip poema del grupo de rock blues, grabado íntegramente en la emfebrecida nocturnidad de San Pablo, hogar de Costume Blue

Costume Blue, groupe brésilien de blues qui mélange les instruments du nord-est et la grande tradition pluri-diverse du pays tropical: É rock. É nacional. É febril.

Com vocês: Febre, o poema-rock-clipe do Costume Blue.

#CostumeBlue #Febre #Ausência #Single #Youtube #lançamento #Happy #follow #Rock #band #music #song #spotify 

Prod: Alice Fremont Realización: Rubén D Romero Prieto

Sao Paulo 2018

Com vocês: Febre, o poema-rock-clipe do Costume Blue.

febre de costume blue

 

Febre

Marcelo Bulhões
 
Salvo engano a noite
invadiu o dia
e por dentro afora
o frio costurava a lã
salvo engano a febre
me entorpecia
e dentava à faca
como dobermann
dentro soa o que não
sei
delirado e revolvido
epiderme abrasada na manhã
 
Salvo engano o entorno
do corpo fervia
mas já era a alma
argamassa de avelã
salvo engano o gosto
de elixir ardia
boca sem saída
da cantata sem um som
 
dentro soa o que não
sei
delirado e revolvido
epiderme abrasada na manhã
 
(solo)
dentro soa o que não
sei
delirado e revolvido
epiderme abrasada na manhã
Salvo o engano agora
arde convulsiva
desgrenhada e nua
bruxa térmica terçã
Salvo em mim queimava
o seu nome, chama
em vermelho e negro
no meu cobertor de lã
 
 
dentro soa o que não
sei
delirado e revolvido
epiderme abrasada na manhã
 
 
febre costume blue
 
Prod: Alice Fremont – Realisation: Rubén D Romero Prieto – Sao Paulo 2018 –
Sitio Web Costume Blue